Com a religação dos semáforos ao longo da Avenida Brasil Norte, ocorrida na última segunda-feira, 24/06, motoristas e pedestres devem estar atentos para se adaptarem à nova engenharia de trânsito da via.
Desde o anúncio da estimativa de conclusão das obras dos corredores, no início do mês, já foi exposto, em coletiva, como funcionaria a nova mobilidade da avenida que tem passado por constantes adaptações desde a última gestão. No local, guardas da Companhia Municipal de Trânsito e Transportes (CMTT) estão direcionando os motoristas ao novo sistema de retorno que, a partir de então, funcionará com o giro de quadra.

Nesta quarta-feira, 26/06, pela manhã, o prefeito Roberto Naves se reuniu com representantes da JoFeGe, empresa licitada encarregada por todas as obras de mobilidade na Brasil, para definir os detalhes finais da obra, que deverá ser entregue agora no mês de julho, durante as comemorações dos 112 anos de emancipação do Município.
Além disso, todos os retornos da Brasil Norte foram fechados, o que deve ocorrer também na Brasil Sul e abertos quatro cruzamentos semaforizados, que vão permitir retornos com giro de quadra.

De acordo com Igor Siqueira, engenheiro de trânsito da CMTT, nos próximos dias serão feitas as sinalizações horizontal e vertical e iniciada a montagem dos semáforos nos quatro cruzamentos da Brasil Norte e nos outros quatro da Brasil Sul, onde, neste caso, os retornos serão permitidos pelas vias laterais.
Essas mudanças fazem parte do pacote de Mobilidade Urbana, que começou a ser desenvolvido em 2015, ao custo inicial de R$ 74 milhões, financiado pelo Governo Federal. O projeto inclui mais quatro corredores de ônibus, implantados nas avenidas Pedro Ludovico; Universitária, Presidente Kennedy/Fernando Costa e JK/São Francisco, além dos viadutos na Avenida Brasil com a Amazílio Lino e com a Avenida Goiás.

Igor Siqueira e o secretário municipal de Obras, Francisco Lacerda, informaram que nas avenidas dos corredores de ônibus, as pistas receberam um pavimento rígido em frente às paradas de ônibus onde os abrigos já estão todos instalados e feita a sinalização vertical e horizontal. Juntos, esses seis corredores de ônibus totalizam uma extensão de 47 quilômetros, dos quais mais de nove nos corredores das Avenidas Brasil Norte e Brasil Sul.
“A diferença entre os corredores é que os da Brasil Norte e da Brasil Sul serão exclusivos para ônibus, sem permissão para o fluxo de outros veículos”, disse Igor Siqueira. Ele explicou que os demais corredores são preferenciais para ônibus, mas com autorização para a circulação de outros veículos. Segundo ele, essas mudanças vão proporcionar agilidade, pontualidade e mais confiabilidade, além de conforto aos usuários dos transportes coletivos.

Fonte: Jornal Contexto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui