Rubro-Negro faz proposta, mas Tricolor não deseja vender atleta para rival. Ciente da situação financeira em Laranjeiras, Fla mira paciência e insistência para conseguir valor abaixo da multa

O Flamengo está de olho no camisa 9 do Fluminense, que, em um primeiro momento, não tem interesse em vender o jogador abaixo do valor da multa rescisória. O atacante em questão é Pedro. Mas a história parece repetida. Caso semelhante ocorreu envolvendo Henrique Dourado no começo de 2018.

A diretoria do Flamengo mudou – Rodolfo Landim sucedeu Bandeira de Mello, mas a estratégia do clube da Gávea para tentar contratar Pedro é similar a utilizada para levar Dourado. Na época, o Rubro-Negro acabou conseguindo a contratação.

Pedro comemora gol pelo Fluminense — Foto: Tiago Caldas / Agência Estado

Pedro comemora gol pelo Fluminense — Foto: Tiago Caldas / Agência Estado

Ciente da situação financeira delicada do Tricolor, o Rubro-Negro aposta na paciência e na insistência para fazer o rival aceitar uma proposta abaixo do valor da multa rescisória. Com poderio econômico, o Fla também conta com uma oferta salarial bem acima do que o jogador recebe como um fator de atração. A primeira proposta do Fla foi por 70% dos direitos econômicos do atacante, mas o clube da Gávea é flexível quanto a esse percentual por valor semelhante ao oferecido.

O Fluminense também está sob novo comando. Mário Bittencourt assumiu o lugar de Pedro Abad e logo em suas primeiras semanas de gestão se vê em sinuca semelhante a de seu antecessor. Por um lado, o valor oferecido pelo Rubro-Negro ajudaria a quitar os salários e direitos de imagem atrasados com o elenco. Por outro, vender um ídolo e para um arquirrival teria uma repercussão muito negativa entre os torcedores, ainda mais para uma diretoria recém-empossada.

Se em um primeiro momento, a nova direção tricolor pretendia manter Pedro por mais tempo no clube, agora já vê uma venda para o futebol europeu como saída para obter uma boa quantia de dinheiro, não desagradar a torcida e também satisfazer o estafe que investiu no atleta.

A estratégia do Fluminense é aguardar a abertura da janela de transferências internacionais para os principais centros europeus em julho na esperança de receber uma boa proposta. Em 2018, o clube chegou a recusar ofertas de até 20 milhões de euros, e tinha uma negociação encaminhada com o Real Madrid, interrompida em razão da grave lesão no joelho direito sofrida pelo atacante.

Desde que retornou aos campos, Pedro fez sete jogos pelo Fluminense, cinco deles pelo Brasileirão. Desta forma, se atuar mais duas vezes pelo Tricolor na competição não poderá mais defender outro clube.

Dourado foi comprado por Fla após temporada de destaque no Flu

Guardada as particularidades de cada caso, Pedro e Dourado despertaram interesse do Flamengo após temporada de destaque pelo Fluminense. O “Ceifador” terminou 2017 com 32 gols e artilharia do Brasileirão e contava na época com um carinho especial dos tricolores, apesar de não ter alcançado o mesmo status atual de Pedro. Revelado nas categorias de base de Xerém e visto com enorme potencial, o atacante de 22 anos é unanimidade entre os torcedores do clube.

Henrique Dourado em ação pelo Fluminense — Foto: André Durão

Henrique Dourado em ação pelo Fluminense — Foto: André Durão

No caso de Henrique Dourado, Abad, em um primeiro momento, não tinha a intenção de vender o atacante ao Fla a não ser pela multa rescisória. O tempo foi passando e, ao não receber ofertas superiores, acabou aceitando uma proposta do rival de R$ 11,5 milhões (Flu teve direito a R$ 7,5 milhões).

Caso o Fluminense não receba uma boa proposta da Europa e não resolva o problema dos salários atrasado, o Flamengo ganha força na briga e uma venda por um valor abaixo da multa passa a não ser uma realidade longínqua.

E se, porventura, Pedro “virar a casaca”, terá o desafio de fazer o que o camisa 9 anterior do Tricolor não conseguiu no Rubro-Negro. Titular absoluto do Flu em 2017, o “Ceifador” não obteve o mesmo sucesso no Flamengo. Sem se firmar na equipe, terminou a 2018 com apenas 12 gols em 40 jogos. Em 2019, foi negociado com Henan Jianye, da China, sem deixar saudades.

Henrique Dourado no Flamengo — Foto: André Durão

Henrique Dourado no Flamengo — Foto: André Durão

Fonte: Globo Esporte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui