Após investigação realizado por Policiais Penais do Presídio Especial de Planaltina, estabelecimento penal de segurança Máxima, onde estão segregadas as maiores lideranças das três maiores facções do país, foi constatado que a Advogada NARA POLIANA PINTO, 34 anos, residente na cidade de Anápolis-GO, que já responde processo criminal pela Prática do crime previsto no Art. 168 do código penal Brasileiro ( apropriação indébita) , estaria também a advogada praticando o crime previsto no Art. 205 também do CPB, exercer atividade em que está impedido por decisão administrativa. Conforme verificado através da investigação, a Advogada está suspensa de suas atividades deste o ano de 2017, apesar disso, a advogada valendo-se das prerrogativas previstas aos advogados em situação regular, continuou até a presente data adentrando estabelecimento penais com fim de prestar serviços advocatícios, de igual modo, peticionando junto ao poder judiciária e ao ministério público mesmo diante da suspensão administrativa imposta pela Ordem dos Advogados do Brasil, além da prática do crime a Advogada está ainda sujeita as sanções imposto pela violação lei 8906/94 que prevê em seu Art.34. Constitui infração disciplinar: I – exercer a profissão, quando impedido de fazê-lo, ou facilitar, por qualquer meio, o seu exercício aos não inscritos, proibidos ou impedidos. Ante ao vasto lastro probatório e a situação de flagrância foi acionada a delegacia de Policia de Civil de Planaltina que realizou a condução da advogada para adoção das medidas cabíveis.
Destaca-se que em caso de comprovação das irregularidades e da prática criminosa, todas os atos praticados pela advogada suspensa de suas atividades são passíveis de anulação pelo poder judiciário.

Fonte:
https://www.facebook.com/brasilinhaurgente/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui